Como funciona uma transmissão mecânica?

Entenda como funciona o sistema de transmissão.

Você já deve saber que o sistema de transmissão é primordial para o funcionamento do seu veículo, né? E, realmente, sem ele a condução do seu veículo não acontece, pois esse sistema é responsável por transferir e distribuir a potência do motor para os componentes que estão em contato com o solo. Mas o que você não sabe é que tem vários detalhes ao longo desse processo, então vem com a gente para entender todo o funcionamento da transmissão mecânica do seu automóvel.

Primeiro de tudo, vamos conhecer alguns componentes e suas funções:

Embreagem: a famosa embreagem tem como principal função fazer a mudança das marchas ao colocar em equilíbrio a velocidade do motor e da caixa de câmbio, permitindo, dessa forma, que o carro consiga se locomover.

Caixa de marchas: esse componente é o responsável por fornecer a força que seu veículo precisa para se movimentar normalmente. Ou seja, é ele que multiplica a potência e velocidade que chega até ele. 

Diferencial: localizado na parte dianteira e traseira, ele é responsável por transmitir a força e dar uma direção para ele, de acordo com o sentido planejado para as rodas se movimentarem.

Caixa de transferência: essa é a caixa responsável pelo toque final: transmitir o impulso já direcionado para os eixos dianteiros e traseiros, agora com a marcha reduzida e velocidade mais controlada.

Já sabendo o plano geral de cada um deles, é hora de saber como esses componentes funcionam em harmonia:

Tudo começa quando você aciona a embreagem ao trocar a marcha, fazendo com que o cabo hidráulico passe tal impulso para que seja feita a rotação através dos eixos primários e secundários, até que ele chegue ao diferencial, que irá dar a direção para a saída da potência de rotação, tudo de acordo com o comando do motorista. O componente cardã, localizado no diferencial, irá mandar a força para os eixos dianteiros ou traseiros e, em seguida, a suspensão e direção são ativadas, fazendo com que as rodas possam finalmente fazer a tão esperada rotação, garantindo que o veículo saia do lugar.

E para que todo o sistema de transmissão mantenha suas funções de forma confiável e uma vida útil elevada é necessária a utilização de lubrificantes que controlem o atrito entre os componentes internos, mantendo a proteção contra o desgaste das peças em contato.

Para isso a TOTAL Lubrificantes tem em seu portfólio toda gama de Fluidos de Transmissão Manual (MTF), Fluidos de Transmissão Automática (ATF), diferencial etc.

É muito importante realizar as manutenções preventivas de verificação e/ou substituição dos fluidos de transmissão, e seguir as recomendações e especificações de grau de viscosidade e níveis de desempenho.

Confira em nosso site todos os produtos da linha TOTAL TRANSMISSION GEAR (API GL-4) para câmbio manual, TOTAL TRANSMISSION AXLE (API GL-5) para eixo diferencial, TOTAL FLUIDMATIC para transmissões automáticas.

Sabendo da importância desse sistema, você já sabe que não dá para ficar de bobeira, afinal qualquer detalhe fora do padrão pode colocar sua segurança em risco. Nosso conselho é que você passe em um dos nossos ROCs para dar aquela verificada básica, e checar se está tudo funcionando perfeitamente. Você merece dirigir sem preocupações!

X

Ao continuar a navegar neste website, você aceita o uso de cookies ou outros marcadores para as estatísticas de visitas para optimizar a funcionalidade do site.  Para mais informações e configurações